sexta-feira, 6 de agosto de 2010

vinho e endorfina

[para fernanda maria lima barbosa]

na palma da mão
04 caminhos não me levam a você
nos olhos o alcance de onde
não sei onde te encontrar.
meus lábios sempre quentes
não rimando com a poesia do meu dia
e eu te aguardando de chinelos
com um poema do quintana na cabeça.
entre o medo e o desejo
arrisco numa canção levada a vinho
e a endorfina acima da poesia
grita você.