sábado, 9 de março de 2013

depois de amanhã


tristeza de fim de semana
não estou em montes claros
não estou na melo viana
minhas plantas ainda não brotaram
minha tulipa caiu as flores
sozinho entre 11 milhões de habitantes
48h para segunda feira.
quero ser é jurandir
vagabo de olhos caídos
que a tempos não espreitam
a lua a meia noite
e as negras pelos dias.
que fique bem claro
quero ser comido pelos relevos
não pela tinta da caneta
por ora
basta desta poesia com cheiro de mulher
quero é mulher com efeito de poesia