segunda-feira, 13 de abril de 2015

plenitude


o que me deixa feliz em ser torto é que, nenhuma opinião alheia sobre o que uso, visto, calço ou consumo me atenta. eu sou chiqui é de natureza, é da minha essência e do meu estado de espírito ser chiqui. a marca da calça que uso e que nunca custa mais que R$40,00 não me faz mais ou menos bonito. eu nasci lindo por completude. as camisas que compro e nunca me custam mais que R$30,00 ficam tão lindas em mim quanto as de R$100, R$200,00 ou até mais cara, que tantos se prendem em consumir por achar que serão mais observados. quando eu nasci dona tereza disse "como é lindo esse meu cabelo de algodão" e porque me atentaria as opiniões adversas que quase nunca traz o real valor do que sou? adoro me olhar no espelho, perceber essa minha beleza que imperceptível para alguns, incomoda muito esses mesmos alguns. o meu perfume de R$15,00 é só um detalhe porque a minha fragrância natural de tão maravilhosa que é, não se encontra nessas lojas e revistas. dona tereza me beijava todos os dias e dizia; "a sua pele macia". então porque pagarei mais que R$20,00 num creme corporal? adoro me olhar no espelho. não sinto falta da moto que tive que vender para pagar dívidas e nem tão pouco do carro, me faz falta mesmo são aqueles beijos inteiros não dados. eu não dependo de outros para existir, o meu travesseiro me conforta todas as noites e durmo, mesmo que por poucas horas, tão confortavelmente. o único bem que me interessa é ser lembrado bem pelos amigos quando eu partir. e nada mais. não necessito de terapias e tão pouco crio personagens de autoafirmação para mim. é simples. sei quem sou, o que sou e para onde quero ir.