terça-feira, 6 de outubro de 2009

01 grito p/ 01 kara q amo

[ p/ aroldo pereira]

“entre os joãos
amo 01 certo aroldo
q pulou do ventre da juscelina”


fala meu irmão, nem poesia nem psiu
apenas os berros e o kaos.
enquanto o mst destrói os laranjais
nenhum beijo azul em nós
nessa cidade cÚ, de povinho cÚ
onde o lazer é falar da vida alheia.
essa cidade que o seu pt governa a anos
é alérgica a cultura e “pensamentos” quase que em sua totalidade
de grande aqui, apenas a cidade
porque o cidadão...
duvida? Faça 01 teste
propositalmente esqueça alguns exemplares do dummond, do guimarães rosa, do joão cabral, do manoel de barros, do ferreira gullar e alguns cds da adriana calcanhoto, do boca livre, do 14 bis, do beto guedes, do milton nascimento... deixe sobre 01 banco de praça.
volte meia hora depois.
as "divinas obras" (assim como as nossas)  não estarão mais lá.
ou estarão num desses latões de lixo ou picotados e quebrados numa dessas usinas de reciclagens.
chora não poeta
estou voltando sem me corromper ao funk, axé e,
sem me render ao bando do “falar da vida alheia...”
aroldo, brindemos sempre montes claros nessas nossas taças de vinho.
montes claros sim é poesia, teatro, dança, música, plásticas
montes claros sim tem gente...
poeta, somos menores em idh comparados a eles mas estamos anos luz a frente em conteúdo humano.

um beijo meu irmão, te amo.
estou voltando.

ps.
você patrocina o vinho quando eu chegar.


MPFDLC (mopefimdolicú)
movimento pelo fim do lixo cultural



in tolerância

salve o mundo.
destrua
01 cd de funk
e 01 de pagode.

destrua mais e seja um heroi.