terça-feira, 24 de novembro de 2009

beijos e insites

gosto desses dias frios
poesia nasce mais simples
e fácil.
caminhar na madrugada assoviando um blues
pensando na menina.
o kaos fica sempre pra trás
adiante os meus desejos
cabecinha fresca e nos lábios
o gosto do beijo recente da menina.
não fizemos amor
mas nos destruimos num beijo punk.
sem hora/data marcada
vai rolar disse ela.
eu deixo acontecer
mas o que eu queria mesmo
é que acontecesse todos os dias
e que assim como a poesia
seu corpo me queimasse todos os instantes.