domingo, 31 de janeiro de 2010

tudo tão curto e passageiro
ninguem levando nada e ainda
se prendendo aos prazeres
imediatistas.
quero mesmo é morrer de amizades
sentir cada um desses divinos
e sempre que possível
beija-los.