domingo, 17 de outubro de 2010

roseiras

o certo de tudo
é que ainda te aguardo
entre as roseiras da esquina
e a margem esquerda da poesia.
passeios a camas
sem aquelas flores vermelhas
como pintei
na tela da sua chegada.
nas minhas poucas certezas
eu te aguardo.