sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

para jack kerouac



poesia é a luta
poesia é o pão
poesia é o suor
poesia é o dia
poesia é a noite
poesia é viver
poesia é o parto
poesia é o luto
poesia é o mote
poesia é a morte
poesia é a carne
poesia é o sangue
poesia é o gozo
poesia é a saliva
poesia é a privada
poesia é o existir
poesia é o sorriso
poesia é o gemido
poesia é a punheta
poesia é a siririca
poesia é o beijo
poesia é o abraço
poesia é o olhar
poesia é o silêncio
poesia é o berro
poesia poesia poesia
poesiar