domingo, 25 de abril de 2010

bilhete para um irmão

[para warlley lopez]


meu irmão
cansei desse faz de conta
ora num canto/ora noutro canto
e sempre em canto nenhum.
lembranças boas das ruas de goiania
saudades sempre desses cantos de montes claros.
não tenho ido ao cinema
nem mandado flores para a delegada
os sabores dos poemas
andam perdidos pelas ruas de manaus
não namorei a moça do ônibus
que deitou a cabeça no meu ombro
mas nos falamos ao telefone.
warlley lopez aparece num lampejo
quando penso no barro que amassei
nos amores que não pintei
e penso naqueles pães sovados
que matavam nossas fomes.
entre um surto e outro meu irmão
vou desenhando os rumos que não tomei
os tiros que não levei
as flores que não colhí
e os momentos em que não ouví dona tereza.
e como 01 + 01 é igual a 03
pode escrever que vai doer.
ainda não fizemos um show juntos
não dei uma palhinha no seu show
dricca sempre me convidava.
metido.
quero contigo levar
a capela
razante
saudade do agreste.
gutia me mandou 01 e-mail
não me mandou 01 beijo
mas amo aquele cara assim mesmo.
dona belinha na platéia
parecia uma escultura barroca
parecendo as obras do filho dela.
warley meu irmão
te amo e você mora no meu coração.
me faz 01 favor?
apague a luz e diga ao prefeito
que eu não estou.