sexta-feira, 19 de julho de 2013

filme em preto e branco, e vermelho


nesta manhã desbotada jeans azul
traçado pelas traças como a linha da palma
puído nasce o dia cor-rompendo a noite
sol meio-posto em meio aos montes.
sem lastro para um filme
nem para cara de pau nasce o vagabundo
cara vermelha como o saldo
inspirado na marca do batom
na gola da frente
crime na manga da transeunte ao lado