segunda-feira, 21 de novembro de 2016

ipê amarelo

(para benny almeida)

é solavanco
empurrão, é tranco
coração desassossegado
no tino do descompasso
volta e meia
meia noite o ipê de frente para mim
nem negra, nem branca
amarela é a cor da minha sorte
no meio do caminho,
as pétalas
as pétalas,
no meio do caminho
não temo a morte,

sou um bravo do norte
não temo a sina
mais forte é o de cima