quarta-feira, 17 de novembro de 2010

insone

altas horas e o sono nada
para o cochilo do torto.
sem poesia
sem proposta
para o dia que nasce
a não ser
essa linha esquerda
que contorna o pensamento
e não me leva a menina dos olhos.
nem rimbaud
nem bandeira
mas com a haste dura
e sem suicídios nas cabeças...
subentenda
01 pecado entre as palavras
01 pau duro nesse tema.